Abra Sua Mente

Imagem

Quando apresentados a alguém, sempre nos perguntam o que nós fazemos da vida, e nós respondemos que somos dentistas, advogados, estilistas, afinal nossa profissão é o que nós somos. É a informação que a sociedade usa para definir nosso caráter, personalidade e até mesmo nosso futuro, já que as pessoas gastam suas mentes incrivelmente “inteligentes” cuidando e prevendo a vida dos outros que acabam se esquecendo de cuidar da delas primeiro.

Na hora de escolher nosso futuro, não temos certeza de nada e é justamente essa incerteza que nos assusta tanto. O tiro no escuro que pode ferir alguém – inclusive nós mesmos. Mas, já reparou que quando o assunto é a profissão e a decisão dos outros, as pessoas são tão certas e convictas do que está por vir? Hipocrisia, eu sei.

Entendam uma coisa, nem todo médico é rico, nem todo advogado é bom, nem todo músico morre de fome, e assim por diante. A questão é que a maioria da população prefere seguir pelo caminho mais fácil, mais rápido e – de preferência – mais barato. Sonhar sai caro. Mas, será que se contentar com uma vida medíocre pelo medo de arriscar não é um preço muito maior a ser pago? Afinal, nosso trabalho requer, no mínimo, 60% de nossas vidas. A felicidade não está no dinheiro em si, mas sim no caminho feito para adquiri-lo.

Eu, por exemplo, sou estudante de moda e jornalismo. Acho incrível a expressão confusa no rosto das pessoas quando digo isso, já que na cabeça delas uma coisa não tem nada a ver com a outra. Depois os estudantes de moda que são ignorantes.

Além do olhar confuso, tive que enfrentar o de pena, de sarcasmo, de superioridade e o de reprova. Segundo as mentes “brilhantes” da sociedade hipócrita, moda é um hobby para mulheres fúteis e desocupadas que só pensam em gastar o dinheiro do pai em roupas e sapatos. Na faculdade só aprendem a desenhar, costurar, ler revista e falar mal de todo mundo, afinal elas não são inteligentes. Sim, porque inteligente mesmo é quem julga as pessoas por isso.

Já cansei de ouvir que moda não dá dinheiro, que meu futuro será de vendedora de loja – que, por experiência própria, é uma profissão que deveria ser mais valorizada – ou até mesmo que sou inteligente demais pra esse tipo de coisa. Realmente, sou inteligente demais pra dar ouvidos a pessoas ignorantes.

Sabe essa roupa que você está vestindo neste exato momento? Pois é, isso é moda. A não ser que você seja um homem da caverna, com certeza você não se veste apenas para se proteger do frio. O seu humor influencia na hora de se arrumar, assim como a ocasião e seu gosto pessoal, porque moda é isso. É forma de expressão, camuflagem, história, cultura e liberdade.

O homem ajudou a construir a moda, e ela ajudou a construir o homem. Ou você acha que eu estudo sociologia, antropologia, ciências políticas, lógica e estatística por diversão? Eu não fico desenhando o dia todo, pelo contrário, eu estudo para não me tornar uma pessoa ignorante e mediana, que se julga melhor no que faz, mas é alvo fácil de qualquer marketing barato.

Portanto, ignore os que lhe apontam o dedo, porque no fundo eles invejam sua força, já que são fracos demais para correr atrás do que querem. Pense fora da caixa, saia da zona de conforto e faça o que você ame, ame o que você faça. O que define seu futuro não é a opinião da sociedade estereotipada, e sim a sua capacidade e força de vontade. Acorde seus sonhos e seja feliz, do seu jeito e ponto final.

Bruna Said Miguel

Astrologia Fashion: Touro

Touro significa praticidade, as mulheres taurinas costumam ser super práticas e determinadas. São discretas e clássicas,não costumam mudar seu estilo a cada nova tendência ou coleção.Imagem

O signo de Touro é um signo que costuma guardar muito bem o seu dinheiro,consequentemente gastá-lo bem, e a mulher de touro é assim,pode ser caro mais se valer a pena ela irá gastar seu dinheiro sim.

Seu ponto alto é a boca, que as taurinas usam para seduzir e chamar a atenção para si,valorizam também a região dos ombros e pescoço e costumam investir em decotes V, Canoa e colares variados.Imagem

Nada melhor do que transmitir em imagens o que é ser uma Taurina: Megan Fox

Muriel Leite

Candy Colors

Imagem

Sucesso no verão 2011, as candy colors/tons pastéis estão de volta em 2013, para deixar seus dias quentes mais doces!

 Imagem

Mas Bruna, eu não sou romântica, não gosto desses tons lady like, o que eu faço?

Não se preocupe, você pode misturar os tons pastéis com os tons fluo, que também são tendência do próximo verão, criando um ponto de luz!

Imagem

Pra quem se interessou, a Riachuelo está com uma coleção incrível inspirada na Califórnia, que está toda colorida para agradar todos os gostos, estilos e sexos!

É muito importante levar em consideração o seu tom de pele e cabelos antes de escolher o tom que você quer usar! A moda é para todos, basta saber adequar!

Bruna Said Miguel

Astrologia Fashion: Áries

Áries é sinônimo de liberdade, independência, egoismo, atitude e sensualidade, e isso não poderia ser diferente na moda. As pessoas desse signo gostam de chamar a atenção, e, apesar da sensualidade vinda do seu elemento fogo, elas não abrem mão do conforto. Egoístas que só, querem sempre o novo, diferente e exclusivo. Quando algo começa a virar modinha, já partem pra outra.

São pessoas criativas, impulsivas e efêmeras, fazem de tudo para conseguir algo, mas enjoam fácil, buscando sempre um novo desafio, no caso, uma nova tendência para lançar ou aderir. Quer um bom exemplo de ariana? Lady Gaga!

Elas tem tanta atitude que mesmo com looks minimalistas, acabam chamando a atenção por onde passam. Suas cores preferidas são tons que lembrem fogo, como os avermelhados, alaranjados e amarelados, além dos metálicos. Gostam de peças estruturadas, correntes, tachas e acessórios.

Gostam de peças assimétricas e coloridas, assim como corte de cabelo.

Super femininas, são as mulheres mais ‘mulheres’ do zodíaco, não só na moda, mas na vida como um todo, então, se você é ariana, se orgulhe disso.

Bruna Said Miguel

Carreira: #1 Jornalista de Moda

Imagem

‘Mas qual a relação de jornalismo com a moda? Editor e estilista não são a mesma coisa?’ Essas perguntas são frequentes quando eu digo que não quero trabalhar com criação. A maioria das pessoas não conhece o mercado fashion e sua amplitude, na verdade elas pensam que estudar moda é igual a ser estilista. Será que elas pensam também que o criador é responsável por todas as tarefas que envolvem revistas, tendências, desfiles e tudo mais? Ou será que elas não fazem ideia do trabalho duro que há por trás do “glamour”? É por essas e outras que passou da hora de abrirmos os olhos da sociedade para essa área que é a segunda que mais gera empregos no país.

As primeiras publicações de moda surgiram em Paris, pouco antes da Revolução Francesa, com o objetivo de educar as senhoras para a moda da corte, mostrando os vestidos usados pela rainha e por todas as outras mulheres da família real. A ideia fez tanto sucesso que, no século XIX, em Milão, o caso se repetiu e, mesmo no pós revolução, na pacificada era napoleônica, as mulheres continuaram a escrever sobre moda. Já no Brasil, a primeira publicação foi também no século XIX, no Jornal das Senhoras, criado em 1852, na cidade maravilhosa.

Com o tempo, o jornalismo de moda foi conquistando seu espaço na sociedade e hoje é de total acesso da população através de jornais, revistas, blogs, sites e televisão. O jornalista de moda pode ser responsável por absorver as tendências da passarela e as transmitir para as pessoas, pode cobrir eventos e atuar como repórter, na busca de novos ícones fashion do street style, pode ser assessor de imprensa organizando eventos e entrevistas, pode ser crítico e editor de moda, ou pode, também, escrever sobre moda, arte e cultura nos variados veículos de comunicação. Ele é o cabo de conexão entre você e a moda. O salário no Brasil varia entre R$2.000 e R$12.000 de acordo com o cargo e com a empresa em que você atua.

Daniela Falcão – Editora Chefe da VOGUE Brasil

Quem quer trabalhar nessa área da comunicação com certeza já se perguntou se deve fazer faculdade de jornalismo ou de moda. É fundamental que um jornalista saiba escrever, óbvio, mas é mais importante ainda é que ele saiba do que está falando. Para analisar um desfile, só as noções de regras gramaticais não serão o suficiente se você não entender de tecido, caimento, modelagem, criação, história da marca, história da moda, as últimas tendências e etc. Por isso, se você te muita dificuldade com a escrita, mas entende tudo de moda, faça jornalismo, mas se você escreve muito bem e não tem noção do que seja um corte em viés ou uma nesga, então faça moda.

Quem já é formado, há cursos livres de jornalismo de moda na Escola São Paulo e EnModa (que é online). São ótimos até para quem quer atuar como blogueira.

Quem se interessou pela área e quer saber mais sobre o assunto, indico o livro ‘Estudar MODA corpos, vestuário e estratégias’, o filme ‘O Diabo Veste Prada’ e os seriados ‘The Hills’ e ‘The City’ que mostram o dia-a-dia de estagiárias em revistas de moda.

Estudar sobre tudo, o tempo todo é fundamental, não esqueçam disso e não desistam do sonho de vocês, NUNCA, não importa o que os outros digam!

Bruna Said Miguel

Dream it, wish it, do it!

Hoje foi o dia mais esperado por nós, estudantes de moda da turma 2/11 do Senac Campinas. Foi o nosso desfile ‘Despertar da Borboleta’. Quem nos conhece sabe que os últimos 6 meses foram os mais corridos, intensos e melhores de nossas vidas!

Eu me lembro perfeitamente do primeiro dia de aula, dos pré julgamentos, do medo de começar uma etapa nova na vida, com medo de entrar num mundo fashion cheio de egos. Hoje, posso afirmar, com certeza, que, ego é a única palavra que não define essa turma. Todas tiveram seus momentos de fúria, mas, também, o que esperar de 20 mulheres juntas? Não queira saber como eram todas na TPM ao mesmo tempo, rs.

A questão é, com o tempo e a convivência, aprendemos a aceitar os defeitos umas das outras e percebemos a necessidade e a falta que cada uma faz. As pessoas não entram em nossas vidas por acaso e eu agradeço todos os dias por ter mudado a minha matrícula para a turma da noite. Agradeço por ter conhecido pessoas maravilhosas, amigas, companheiras, ciumentas, briguentas, mas com ótimos corações!

Não digo que hoje terminamos uma etapa de nossas vidas, mas que a começamos oficialmente. É aqui que esse capítulo começa, antes era só a introdução. Hoje somos técnicas de moda, formadas, estilistas, produtoras, modelos, editoras, não importa! O que importa é que cumprimos nosso dever juntas e que todas fizeram parte dessa história incrível que será cheia de sucessos e vitórias.

Com todos os erros e acertos, hoje provamos que preconceito é coisa de gente pequena e que moda é muito mais do que fazer compras e ficar por dentro das tendências. Moda é trabalho duro, são meses de dedicação para os 15 minutos de fama. É aquilo que nós amamos e fazemos com prazer.

Levo comigo um pedacinho que cada uma dessas pessoas que fizeram desse um ano e meio, o melhor da minha vida. Agradeço por tudo, não só as alunas, mas aos professores. Muito obrigada! Espero encontrar todos no mercado de trabalho, já que a nossa borboleta já despertou e está prontinha para voar! rs

Amo todas! Quero abraçá-las e nunca mais largar!

Bruna Said Miguel

Hoje é dia de rock, bebê!

Imagem

No dia 13 de Julho de 1985, Bob Geldof organizou o Live Aid, um show cujo objetivo era chamar a atenção da sociedade para acabar com a fome na Etiópia, que ocorreu simultaneamente em Londres, na Filadélfia e nos Estados Unidos. Esse evento, transmitido ao vivo pela BBC em diversos países, contou com a presença de grandes nomes da música como The Who, Status Quo, Led Zeppelin, Madonna, Queen, David Bowie, Mick Jagger, U2, Paul McCartney e muitos outros, chamando a atenção do mundo para a causa.

20 anos depois, ocorreu o Live 8, que, dessa vez, tinha o objetivo de pressionar os países do G8 em relação a dívidas externas. O evento ficou marcado, já que a banda britânica Pink Floyd tocou após 20 anos de separação. Desde então, dia 13 de Julho ficou conhecido como o Dia Mundial do Rock.

E é nessa vibe rock’n’roll que hoje, dia 13 de Julho, resolvi falar de algumas tendências rockers que estão em alta.

– Spike/Tachinha/Rebite:

Foi-se a época em que spike, tachinha e rebite era coisa de rockeiro, punk ou motoqueiro. Hoje em dia, dá para usá-los de várias maneiras, combiná-los com vários estilos e, principalmente, em vários lugares.

Imagem

 O importante é saber adequar tamanho e quantidade desses aviamentos ao seu estilo pessoal, saber se você tem atitude que sustente para não ficar forçado. Quem é dramático e expressivo, pode se jogar, que as opções são muitas, agora, quem não gosta muito de chamar a atenção, pode usar de maneira discreta, de tamanhos pequenos em um acessório ou outro, por exemplo.

– Jeffrey Campbell/Coturno:

Inverno é sinônimo de estilo, dá pra brincar mais com os looks, e nada melhor do que uma bota quentinha, bonita e confortável para se aquecer.

Imagem

 A Jeffrey Campbell vem fazendo os pés das mulheres, principalmente fora do país, que o acesso à elas é maior e, infelizmente, no Brasil, as pessoas ainda tem receio de usar looks mais elaborados. Já os coturnos são mais acessíveis por aqui e são tão confortáveis e estilosos quanto as Jeffrey. Mas, a regra é a mesma, adeque ao seu estilo para ficar uma coisa natural, com personalidade e atitude.

 Imagem

– Camiseta de Banda e Calça Rasgada:

Camisetas de banda servem pra dar um up no look despojado e são bem versáteis, podem até ser usadas para praticar esportes. Podem ser longas, curtas, largas, baby look, usadas com blazer, jaqueta, cardigan, shorts, saia, calça jeans, calça de couro e por ai vai!

Imagem

Já as calças rasgadas, quando usadas da medida certa, pode ser sexy. Um rasgo pequeno na parte da coxa por exemplo, dá uma quebrada no look, mas sem exagero. Há quem curta rasgar a calça toda, mas aí é uma questão de personalidade.

 Imagem

O melhor de tudo é que todas essas tendências podem ser usadas juntas!

Imagem

Não se esqueçam que beleza é uma questão de ponto de vista, mas bom senso é essencial na composição de um look. Não é porque algo está na moda que combina com você, portanto adeque as tendências ao seu estilo para que  haja harmonia e naturalidade.

Bruna Said Miguel

Expresse-se: Boho Chic

Originalmente conhecido como Bohemian Look Chic, o estilo Boho Chic surgiu a década de 60, mas se popularizou, apenas, em 2004. ‘Boho’ vem de ‘Bohemian’, termo que surgiu na França no início do século 19, que fazia referência aos artistas e criadores marginalizados e empobrecidos que se concentravam em bairros de baixa renda e possuíam um estilo diferente do encontrado na época.

O estilo nada mais é do que uma mistura de referências étnicas com romântico retrô através do folk, hippie, country e vintage, formando looks despojados e ‘largados’ propositalmente, criando uma atmosfera autêntica e gostosa de se ver. Seu destaque na mídia ocorreu através da atriz Sienna Miller e da modelo Kate Moss. Hoje, é referência de moda para muitas outras celebridades como as irmãs Olsen,  Nicole Richie, Jade Jagger, Vanessa Hudgens e Demi Lovato.

Imagem

Os óculos ‘Lennon’ e os cabelos presos de qualquer jeito ajudam na composição do hippie+despojado

As peças fundamentais para motar um look boho são: acessórios de camurça, roupas soltas como vestidos longos, túnicas e batas, crochê, franjas, penas, botas estilo cowboy, sandálias leves, mix de tecidos nobres com outros mais simples, estampas florais e éticas, coletes e por aí vai! Nem sempre o estilo é usado escancaradamente, a ideia é justamente misturá-lo.

Imagem

É facilmente usado em festivais de música e, no Brasil, é uma ótima opção para qualquer estação do ano, além de ser muito confortável!

 Imagem

A Demi que sempre foi rocker, não perdeu sua essência e absorveu bem o boho chic, adequando-o com sapatos pesados e crucifixos.

Uma dica para deixar o look ainda mais bonito são os acessórios de cabeça! O chapéu floppy, por exemplo, usado muito pela Vanessa Hudgens, o de palha para dar um ar country, o preto simples, muito usado pela Demi Lovato, e, também, headbands e turbantes!

Inspire-se:

Imagem

Quem se interessou, pode encontrar roupas lindas para se inspirar em redes fast fashion como Renner e C&A, ou em outras lojas como Marcia Mello.

Bruna Said Miguel

Mercado Mundo Mix

Esse final de semana aconteceu o mercado mundo mix, após 10 anos, no tênis clube, em Campinas, e, claro, o chá das cinco deu uma passada por lá e teve a oportunidade de conferir os desfiles da primeira fila!

 Para quem não sabe, o MMM é um evento multicultural que surgiu no Brasil em 1994 e desde 2003 está em Portugal com edições em Lisboa, Porto, Coimbra, Cascais e Lagos. É um evento cultural urbano que engloba áreas das artes, música, moda e design, gerando oportunidades para novos talentos conquistarem seu espaço no mercado.

Antes do desfile, o ginásio estava lotado de roupas e acessórios incríveis, lojas de todo o estado que encontraram lá uma oportunidade para divulgarem seu trabalho. Confesso que os preços estavam salgados, mas eu resisti à tentação e encontrei em meio àquele mar fashion uma loja que me chamou a atenção! Não aguentei, tive que comprar itens que eram meu sonho que consumo e eram impossíveis de encontrar por aqui!

Imagem

O nome da loja é Mustache S.A., tem preços ótimos e produtos lindos! Há bigodes para todos os lados, em almofadas, acessórios e roupas, fazendo jus ao nome! 

Os desfiles começaram 18hs mostrando marcas já atuantes no mercado como Setor e Renata Tenca e, também, abrindo espaço para novos talentos da Casa dos Criadores.

Imagem

Imagem

Imagem

Além da moda, havia representantes da gastronomia, fotografia, artes e, até mesmo, sustentabilidade, que é um assunto presente em todas as áreas! 

Quem perdeu, fique de olho no site http://www.vitrinese.com.br/ que jajá eles postam fotos do evento!

 

Bruna Said Miguel

Bate-papo com: Alexandre Herchcovitch

Image

Boa noite!!

Para que não sabe, hoje o estilista brasileiro Alexandre Herchcovitch deu uma palestra sobre processo criativo no Senac Campinas. Durante duas horas de bate-papo, ele abordou assuntos como trabalho em equipe, matéria prima no Brasil, mercado de trabalho, preconceito no país, democratização da moda brasileira e comentou, também, como foi  a criação da sua última coleção (Verão 2013) desfilada na semana passada no SPFW, que foi inspirada no cantor pop Boy George.

Image

É interessante analisar o processo criativo de uma coleção e perceber que por trás do conceito mostrado nas semanas de moda ou até mesmo nas lojas, há uma equipe trabalhando duro durante 10 meses e, principalmente, que a marca é muito mais do que o Alexandre Herchcovitch! Apesar da fama de antipático, ele se mostrou muito flexível e humilde, não só por valorizar sua equipe e as diferentes funções no ramo da moda, mas também por ter peças da sua coleção que são acessíveis para todas as classes sociais.

Image

Outro ponto interessante foi do mercado de moda brasileiro que está escasso de mão-de-obra, principalmente para a área da costura, devido à falta incentivo financeiro, e também os impostos que são muito altos, encarecendo o produto e dificultando cada vez mais a concorrência com o mercado internacional. Esse assunto gerou o protesto feito pelos estilistas após o desfile da Cavalera semana passada.

As dicas dele para futuros estudantes de moda são estudar muito, saber de tudo um pouco, principalmente se você quiser seguir a área de comunicação, analisar todas as áreas no mercado, que são muitas, e ver com qual você se identifica melhor, e, caso você queira ser estilista, pensar muito bem antes de abrir uma loja ou uma marca própria, pois o investimento é muito alto e, ás vezes, vale a pena ser estilista para outras marcas, como é o caso da equipe dele composta por mais cinco criadores.  E, o mais importante de tudo, ser humilde sempre, ter os pés no chão, manter o equilíbrio entre o sonho e a realidade e ter em mente que ninguém nunca começa de cima!

Image

Lembrem-se, toda experiência é válida, pode não ser o que você esperava no começo, mas, com certeza, será uma lição e um degrau a menos na escada do mercado de trabalho! O espaço existe, basta usar as ferramentas certas para se encaixar nele!

Dica preciosa: ele sempre contrata estagiários em época de desfile porque o trabalho é dobrado! Fiquem de olho, a maioria dos cargos é efetivado! haha

Como foi um evento de moda, não podiam faltar looks exóticos! O que me chamou a atenção foi o sapato do João Paulo Penteado que arrasou com o seu adidas jeremy scott!

Image

Image

E, é claro, não podia faltar eu e minhas lindas todas trabalhadas com algum item de caveira em homenagem ao Alê, nosso brother!! haha

Image

Bruna Said Miguel